¡No soy china, soy brasileña!

Hola a todos! Estou numa lan house atualizando o blog, já que nao tenho internet no apartamento em que estou vivendo. Outra coisa que nao tem é o acento de til nesse teclado.

Bom, cheguei domingo aqui em Pontevedra 13h30, no Brasil ainda era 10h30. Foram pouco menos de nove horas de voo de Guarulhos até Porto, em Portugal. Fui pela TAP, e com poltronas pouco reclináveis também, assim como a Mi na Iberia, e com temperaturas tambem diminuindo, mas nada comparado aos -60º C que fazia lá fora há mais de 10 mil metros de altitude.

Estratégia de colocar as roupas em rolinhos na mala

Levei só uma mala, o que me ajudou a andar no aeroporto de Porto, onde cheguei umas 8h30, horário local. Fiquei meio tensa na fila do controle de imigraçao, segurando uma pasta com todos os documentos possíveis e impossíveis que podiam pedir. Mas no fim, o cara me perguntou que curso iria fazer, por quanto tempo e olhou só de relance pra minha carta de aceite, acho que só porque a coloquei em sua vista. Nunca o barulho de um carimbo foi tao bem vindo!

No traslado, conheci uma brasileira, uma espanhola e um espanhol, muito simpáticos. O senhor espanhol havia estudado jornalismo, mas abandonou e acabou indo pra Economia, porque na época dos seus estudos, com a ditadura de Franco, era quase impossível exercer jornalismo com liberdade. A mulher proprietária do apartamento foi me buscar na rodoviária, bem hiperativa, mas super solícita. Era boliviana, mas casou com um espanhol e tá aqui há mais de trinta anos. Trouxe um souvenir do Brasil pra ela, um chaveiro e um ima com a bandeira estampada.

As árvores sem folhas daqui me encantaram

“Voce nao vai se perder em Pontevedra, a cidade é muito pequena”, dizem todos. Mas já me perdi bastante, entrei por ruelas, e acabei pedindo informacao pra brasileiro, sem saber. Estou morando com mais duas espanholas e um espanhol, com banheiro dividido mas quartos individuais. Já vivi alguns choques, como (pasmem) no banheiro nao há chuveiro, só uma ducha daquelas que a gente usa pra lavar as partes íntimas, um pouco maior só. Bom, ainda nao sei se vou permanecer aqui. Meus companheiros sao mais fechados, o que nao ajuda muito na socializacao.

Ontem, segunda, fui à noite com outros estudantes a um bar onde se faz uma bebida típica da Galícia: a queimada. Eles colocam aguardente, que seria a nossa cachaça, junto com pedaços de frutas como limao, laranja e graos de café. Tudo isso vai ao fogo, como que se fosse flambado. E cantam enquanto se “queima” a queimada. Depois, leem o “conjuro”, uma especie de poema cantado para trazer sorte e espantar o azar, a “bruxaria”. Depois de tanto ritual, experimentei a queimada. Esperei que fosse mais forte, como absinto ou tequila, mas é beeeem mais sussa. Normal, nada estupendo. No bar, outros intercambistas acharam que eu era do Japao mesmo. Isso porque eu vim mais moreninha! Outros dois espanhois tambem acharam que eu era japonesa meeesmo – na verdade, eles costumam generalizar qualquer olho puxado como “chinos”, mas já to acostumada né?

Queimada, bebida típica da Galicia, feita com aguardente

Ainda estou assistindo a algumas aulas e tenho tempo pra eleger quais disciplinas quero fazer. Acho que vou pegar umas de Audiovisual, outras de Publicidade ou de Relaçoes Públicas. Ainda to me encontrando na universidade!

Nao estou tendo dificuldades com o idioma, talvez porque o galego tenha bastante influencia de Portugal. Mas sempre ando com o dicionario, e por dia aprendo um monte de expressao e palavras novas.

Assim como a Mi, tambem tive de me render às luvas e ao protetor labial. Em menos de um dia meus lábios estavam secos, rachados, e minhas maos meio, roxas, digamos.

Hoje fez um dia cinzento e choveu aqui em Pontevedra, o que me fez sentir saudade do Brasil e de muitas pessoas especiais. Mas aquela saudade boa, sacumé?

Por hoje é só!

Saludos!!!

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , | 4 Comentários

Navegação de Posts

4 opiniões sobre “¡No soy china, soy brasileña!

  1. Amiga, vai se acostumando com o banheiro, é péssimo na Europa toda! Mas tudo isso no fim vira um detalhe perto das coisas boas! O primeiro dia é sempre horrível, mas depois vc não vai querer ir embora. Aproveitaa!

  2. milenalumini

    Eba!! Que bom que chegou bem! Madrid para os chineses é quase ocmo a Liberdade pro japoneses!! Gostei das fotos ;))
    Beijocas!!

  3. Paula Chiachia

    Daaaani! Que legal esse diário de bordo!!!
    Parabéns e aproveite bastante!
    Mostre todo seu lado brasileiro pro pessoal aí! ;D
    Grande abraço, um beijo e saudades das suas risadas!

  4. Marília

    Eee, aproveita, Dani!! Boa sorte em tudo por aí e volta logo haha =P
    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: